NAVEGUE AQUI

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Poema Para Noivos - Parte II - A Quem Pertenço



 Pertencer apenas a mim mesmo
Me tirou significado e aceitação
Busquei a quem pertencer
Não nasci para solidão

Não busquei pertencer a Deus
Pois o via tão santo, morando no céu
Na solidão de minh’alma
No gemido do meu espírito
Fui encontrado por Cristo
Agora pertenço ao céu

Busquei pertencer a alguém
Que sentisse o mesmo por mim
Que tivesse amor, pudesse sorrir
E que soubesse chorar
Te encontrei,  Denise, e fui encontrado
Eu agora te pertenço, amo e sou amado

Aqui estou no altar
Já não busco mais ninguém
Pertenço-te com a vida, amor e o eu
Nos pertencemos,  e a mais ninguém
O coração de Denise, alardeia:
“Agora sou do meu amado
E o meu amado é meu

Pertenço a você, que me pertence
Pertencemos a Deus, a quem tudo pertence
Pertencemos a famílias, que nos pertencem
Pertencerão a nós filhos que Deus nos der
Até o dia quando buscarem, também a quem pertencer
Felicidades!

Walter da Mata

Poema composto para homenagear o casamento de Arley Gusmão e Denise Kubo, filha de meu irmão Antonio Pereira e Tamiko, em 28/06/2004, no templo da ADS 12, Sobradinho-DF
COMPARTILHE:

Um comentário: