NAVEGUE AQUI

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Morte na Flor da Idade



A média da expectativa de vida no Brasil para 2013 foi de 73 anos (IBGE) ,  um salto considerável quando comparados às de 1960, quando a média era de 48 anos. O IDH,Índice de Desenvolvimento Humano, subiu como resultado de melhoria na  educação e saúde, dando origem a uma população de idosos que freqüentam restaurantes, shoppings, praias, aeroportos e com acesso aos bens de consumo, antes inacessíveis.

Paradoxalmente, enquanto os idosos vivem mais, nossos jovens fazem o caminho inverso. Mesmo mais bem  informados,  fisicamente mais saudáveis, estão caminhando para morte  em passos largos, envolvidos pela violência urbana, na qual os papéis de protagonista e vítima se confundem.

Quando  reflito nos primeiros capítulos do livro de I Samuel, vejo na experiência da família do sacerdote  Eli, quase em nível de laboratório, o quadro do que vivemos em nossos dias. A Bíblia diz que naquela família não haveria idosos em sua descendência, pois seus jovens morreriam na flor da idade e, em pouco tempo, os filhos de Eli anteciparam suas mortes.

As causas da morte prematura podem ser entendidas no texto:
Falta de educação religiosa. 2.12. Eles não conheciam ao Senhor. Serviam no altar, sem nenhum entendimento da pessoa de Jeová;
Profanação religiosa. 2.13-17. Esta é conseqüência da anterior. Por não conhecer a pessoa de Deus, os atos sacerdotais eram ritualísticos, sem qualquer relação com o sagrado;
Promiscuidade. 2.22. Nada mais favorece a promiscuidade que um ambiente onde um crê que o outro é quase divino, e o quase divino não está  submisso à divindade;
Sensação de impunidade. 2.25. O fato de não se crer que se prestará contas, aqui e agora, ou no futuro, perante um tribunal onde todas as coisas são conhecidas pelo Juiz, faz com que cada um viva como bem parece aos seus olhos.
Falta de limites em relação às vontades dos filhos.  2.29. Eli honrava mais a seus filhos que a Deus. A vontade daqueles jovens era soberana e o pai se quedava a elas e todos se beneficiavam.  Tu e eles se beneficiam das ofertas.
Coação e ameaças como forma de obter-se o que se deseja. 2.16. Aquilo que não é meu por direito, torna-se meu por meio da força. Aqui o poder viola o direito.
Muita religiosidade e pouco temor. 2.13. Aqui fica claro que religião não resolve o problema. Os jovens eram mestres da religião e ignorantes quanto à relação com Deus. Trabalhavam no serviço de Deus, mas comportavam-se como se Deus não existisse.
Autoridades, sem autoridade. Eli e seus filhos eram Sacerdotes e Juízes, representavam o poder religioso e também o civil; não fica difícil entender porque a nação se enfraqueceu, a guerra veio e com ela a morte de trinta e quatro mil jovens;
Cada um destes pontos representa nosso comportamento social: os templos estão cheios, mas não se conhece a Deus; o respeito pelo sagrado está em baixa; a vida promíscua há muito invadiu a comunidade cristã; a idéia de que Deus vai julgar e condenar os que vivem na prática do pecado faz muita gente debochar; filhos, ainda pequenos, já impõem suas vontades aos pais; a coação é o método de convencimento mais usado nas famílias e nos templos; nunca tivemos tantos jovens caminhando para templos, mas com tão pouco temor a Deus; finalmente, nunca tivemos tanta gente ocupando postos de autoridade no Estado e na Religião, mas com o índice de descrédito tão elevado.

Por isso, um grande número de jovens são sepultados diariamente  em nosso Brasil, pois não temem  a Deus  e nem respeitam os homens.

Nossas flores são colhidas sem ao menos desabrocharem e virem a ser frutíferas!

Walter da Mata
COMPARTILHE:

6 comentários:

  1. Pr Walter da Mata, irei compartilhar esse texto orando a Deus para que pessoas que não conheciam seu blog possam passar a conhecer e principalmente ler esse texto que o Senhor usou-o tremendamente pra transmitir o grande mal que cerca a família brasileira e todas as famílias da terra, que grande mudança ocorrerá quando a Palavra de Deus for observada a partir da leitura dessa poderosa mensagem, Deus o abençoe cada vez mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Pr. Moisés, Precisamos estar convictos de que é na família que as coisas boas e as ruins nascem. É lá que se deve iniciar as mudanças.

      Excluir
  2. Infelizmente, tudo isso é a pura verdade. Que Deus mude esse quadro, pois somente ele têm poder para isso.
    Muito bom!

    ResponderExcluir
  3. Tremenda PALAVRA Reverendo Walter da Mata!! Uma realidade em nossos dias,infelizmente. compartilhei com amigos,igreja e meu face e também no Alkipage.com (uma Rede Social Evangélica de nossa Igreja de Santos),que quero que conheça. Um abraço. DEUS te abençoe com toda tua casa e Igreja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Rev. Jeferson por me ajudar a semear. Que Deus abençoe sua vida e a igreja.

      Excluir