NAVEGUE AQUI

sábado, 22 de março de 2014







           
O BICHO GENTE

            Um dos meus filhos, lá pelos três anos de idade, estava brincado com outras crianças. Sentindo-se contrariado por uma menina, levantou a mão para agredi-la. Meu pai estava perto e interveio: não faça isso. Ele apenas mudou a posição da mão, acariciou a face da menina e disse: que coisinha linda!
            Meu pai soltou uma risada gostosa e disse: a semente de Adão está bem viva.
            Quando criança faz isso, pode ser uma forma de proteger-se de possíveis represálias, mas quando é adulto que faz, é uma forma intencional de dissimular. (Ocultar os verdadeiros sentimentos; esconder suas reais intenções)
            Nós somos os únicos seres capazes de:
               Sentir uma coisa e expressar outra;
               Expressar uma coisa, sentindo outra;
               Sentir uma coisa, expressar outra e fazer outra.
            Resultados disso podem ser: a pessoa torna-se cínica ou entra em conflito internamente e, em uma hora qualquer, ela surta. 
            Quando esse cabo de guerra, entre o que é e o que pratica, mantém-se tensionado, a pessoa somatiza e morre. Não sei qual é o pior resultado.
            Por isso a integridade, isto é, ser inteiro, sem nenhum fracionamento, deve ser a busca de todo homem.

WalterdaMata
COMPARTILHE:

quinta-feira, 20 de março de 2014



                                 


TRIBUTOS


            Perguntou Jesus: "De quem cobram os reis da terra os impostos? Dos filhos ou dos estranhos? Respondeu Pedro: dos estrangeiros? Jesus respondeu: Então os filhos estão isentos."  Mt 17. 25-26
            Isto significa que os filhos devem ser tratados com mais brandura que os estrangeiros. Cobra-se mais do estrangeiro para abençoar os filhos.
            No Brasil é o contrário, a Petrobras pega o dinheiro dos filhos, compra um  "elefante branco" do estrangeiro (refinaria de Pasadena, no Texas ) de forma astronomicamente superfaturada, e os responsáveis por essa rapinagem são premiados com cargos no alto escalão do Executivo.
            Pagaram em 2006, 360 milhões dólares, por uma refinaria que, em 2005, valia 42 milhões dólares, isto é, mais que  onze vezes o seu valor, e ninguém ser preso! E ainda por cima, com a responsabilidade de comprar no futuro 100% da empresa; e os nossos ilustres burocratas não leram o contrato?  É o mínimo que se espera de um burocrata é que leia papéis.  Esse pequeno descuido  elevou o "investimento" para 1,2 bilhão dólares. Tentaram vender para não ficar tão feio; a maior oferta foi  180 milhões dólares .
            Alguém é tão inocente que acha que isso é apenas burrice? Porque será que tenho a impressão que os mensaleiros presos estão precisando de mais uns coleguinhas de cela?
            Desculpem-me, mas a "contente mãe gentil"  está arrancando o couro dos filhos, para enriquecer o estrangeiro e  um bando de aves de rapina instalados no coração do Planalto Central.


WalterdaMata
COMPARTILHE:

terça-feira, 11 de março de 2014

O ABUTRE E O CORVO

Abutre é uma ave de rapina, diurna, de cabeça e pescoço depenados e coloridos, e que se nutre de cadáveres.
  
Corvo é uma ave passeriforme, para se alimentar mata pequenas aves e mamíferos, numa dieta que inclui ainda ovos, caracóis e cereais. Também come carniças e restos de animais, disputando-os às vezes com os abutres.
       
No sentido figurado, ambos representam indivíduos que vivem da desgraça alheia.
      
Apesar de disputarem o mesmo alimento, às vezes se aliam. Portanto,  nestes tempos bicudos de eleições, não se assuste de ver velhos inimigos se abraçarem e velhos amigos se odiarem, mas só até a abertura das urnas. Depois cada um começa sua rapinagem particular.
      
Nesta selva não existe ideologia, onde um pensamento, uma forma de interpretar a vida social é sustentada, estando no poder ou fora dele, mas é dominada  por fisiologia, faz-se de tudo para chegar ao poder e se manter no poder, para tanto, todas as alianças são permitidas,  as mentiras são passadas por verdades, as verdades por mentiras, as cores ideológicas se tornam aquarela e a dignidade do cidadão  faz parte  do programa de todos os partidos,  mas não da  prática de governo.

     
Mas à medida que os ventos sopram, o corvo anda de carona nas costas do abutre, o abutre se sente poderoso por dar suporte o corvo, pois todos caminham na mesma direção.

Walter da Mata
COMPARTILHE:

sábado, 1 de março de 2014

MORTE NA TRAVESSIA

É  impressionante a declaração de Jesus a Nicodemos: é necessário nascer de novopara vivenciar, aqui e agora, o Reino de Deus.
Não se trata de  educação religiosa, doutrinamento para nova ética, uma nova posição sociológica, ou mesmo um ajuste dos desvios de conduta para se obter um favor em horas de necessidade,  mas de  algo indescritível  e inconcebível por qualquer ciência: o ser humano, caído e separado de Deus, receber a natureza de Deus. A isso, a Bíblia chama de novo nascimento:  "Se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas se passaram, eis que tudo se fez novoII Co.5.17.
Se passarmos apenas por adaptação e não por transformação, vamos reproduzir a fábula sobre a Rã e o Escorpião, de Ruben Alves: "Houve um incêndio na floresta e a única forma de escapar era atravessando o rio. Sem amigos, por causa de sua peçonha, e sem saber nadar, o escorpião teve que se humilhar e pediu carona no lombo da rã, que se preparava para a travessia. A rã esquivou-se: 
--- Não sou louca, eu sei o que você faz com todos que se aproximam de você.
--- Não vou picá-la, pois você morreria e eu também.
Ouvido os  argumentos e movida por altruísmo, a rã permitiu que o escorpião subisse em seu dorso e iniciou a travessia. Longe do calor do incêndio, já no meio do rio, um raio de sol pairou sobre o dorso brilhante da rã e aquilo foi demais para o escorpião. Esqueceu o quanto precisava da rã para manter-se vivo e sentiu-se humilhado, pois, afinal, um terrível escorpião não pode  sentir-se devendo favores a uma rã; logo sua cauda ergue-se e cravou, com toda fúria, o seu ferrão peçonhento em quem lhe salvara a vida.
A rã sentindo o veneno enfraquecê-la e sabendo que iriam morrer, volta-se para o escorpião e pergunta: Como você pôde fazer isto? Não sabe que vamos morrer os dois?
--- O escorpião responde: eu sei, mas não pude resistir, pois isto é próprio da minha natureza".
Novo nascimento é manter crucificada, na cruz de Cristo, a nossa natureza de escorpião e viver ressuscitado com Ele todos os dias para uma nova vida.

Walter da Mata



COMPARTILHE: