NAVEGUE AQUI

terça-feira, 11 de março de 2014

O ABUTRE E O CORVO

Abutre é uma ave de rapina, diurna, de cabeça e pescoço depenados e coloridos, e que se nutre de cadáveres.
  
Corvo é uma ave passeriforme, para se alimentar mata pequenas aves e mamíferos, numa dieta que inclui ainda ovos, caracóis e cereais. Também come carniças e restos de animais, disputando-os às vezes com os abutres.
       
No sentido figurado, ambos representam indivíduos que vivem da desgraça alheia.
      
Apesar de disputarem o mesmo alimento, às vezes se aliam. Portanto,  nestes tempos bicudos de eleições, não se assuste de ver velhos inimigos se abraçarem e velhos amigos se odiarem, mas só até a abertura das urnas. Depois cada um começa sua rapinagem particular.
      
Nesta selva não existe ideologia, onde um pensamento, uma forma de interpretar a vida social é sustentada, estando no poder ou fora dele, mas é dominada  por fisiologia, faz-se de tudo para chegar ao poder e se manter no poder, para tanto, todas as alianças são permitidas,  as mentiras são passadas por verdades, as verdades por mentiras, as cores ideológicas se tornam aquarela e a dignidade do cidadão  faz parte  do programa de todos os partidos,  mas não da  prática de governo.

     
Mas à medida que os ventos sopram, o corvo anda de carona nas costas do abutre, o abutre se sente poderoso por dar suporte o corvo, pois todos caminham na mesma direção.

Walter da Mata
COMPARTILHE:

3 comentários:

  1. Parabéns Walter, belo texto e um comparativo muito realístico. Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Tremendo!! Muito oportuno esse comentário. Vou compartilha-lo no meu face. Temos que levantar a voz e avisar nosso povo. Precisamos despertar. Abração,Reverendo Walter da Mata.

    ResponderExcluir
  3. Não me atrevi qualificar as aves com nomes de partidos e de políticos, pois certamente o texto ficaria extenso e eu ainda pecaria por omissão.

    ResponderExcluir