NAVEGUE AQUI

quinta-feira, 17 de abril de 2014




O jumento deprimido




Reflexão bíblica:
Marcos 11
Celebrou-se no domingo passado a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, montado sobre um jumentinho 0 Km. O estreante jumento recebeu sobre o lombo os mantos dos discípulos de Jesus, o que já era uma grande honra, mas logo se viu mais honrado, pois o próprio Jesus subia em seu lombo e o guiava rumo as portas da cidade do Grande Rei.
Como honra nunca é demais, a multidão formou um lindo tapete de tecidos coloridos e folhas de palmeiras com tons verde, amarelo e marrom. Era seu dia de cavalo branco do herói vencedor.
Jesus, o guia até a porta do templo, mas o jumento esperava o palácio. Jesus entra no templo, mas não o levaram para a estrebaria real, pelo contrário, sem multidão, tapete e sem Jesus, voltou a ser amarrado à porta do casebre em Betfagé.
A crise existencial se instalou, porque tanta glória ontem e hoje ninguém olha para mim, não pede um autógrafo e nem ao menos posa ao meu lado para uma foto?
De volta ao pasto, faz terapia no melhor divã do mundo: colo de mãe. Dona jumenta, experimentada na vida, responde as indagações existências de seu filho. Pacientemente explica que as distinções dele estavam mal fundamentadas, pois todo o aparato do dia anterior não era dirigido a ele, mas ao Rei do Universo, Criador de todas coisas, o Filho Unigênito de Deus e Salvador do mundo, que disfarçado de carpinteiro em Nazaré, se encaminhava como oferta pelo pecado de todos os homens.
Mas tratou de valorizar seu filho, explicando que ele deveria estar com a autoestima elevada, pois teve a honra de levar sobre si o ser humano mais divino e ser divino mais humano, que já pisou nesta terra.
Pouco depois, com urros e pulos, nosso jumentinho voltou a correr por entre os arbustos, celebrando seu momento de glória: o momento em que Jesus esteve sobre ele.
O meu e seu valor é enquanto Jesus estiver sobre nós!
WalterdaMata.
Adaptação.
Curtir ·  · 
COMPARTILHE:

Nenhum comentário:

Postar um comentário