NAVEGUE AQUI

quarta-feira, 9 de julho de 2014







LÁGRIMAS DE DAVI LUIZ.
       Foi gesto de amor, identificação e apoio de Davi Luiz a James Rodriguez. Todos nós em algum momento da vida sofreremos derrotas, frustrações, perdas, decepções, nos sentiremos humilhados e ainda vivendo o peso da culpa. Davi Luiz foi lá abraçou e permitiu que James chorasse em seu ombro.

      Ontem, quem chorava era Davi Luiz, sendo capitão interino da equipe, chorou, pediu desculpas, mas não vi ninguém do Brasil que o abraçasse;  mesmo não fazendo parte da cultura alemã,   pois eles são profissionais ao extremo, não fazem grandes shows quando marcam um gol e não choram diante da derrota; mas até eles foram capazes de estender acolhimento aos nossos atletas, agora, ver brasileiros, que endeusam seus ícones, ofenderem nossos atletas e equipe técnica, revelando nossa capacidade de transitar velozmente entre o céu e o inferno emocional, sem ao menos dar um abraço para acalmar a dor e o sufocamento pela ausência de palavras para explicar o inexplicável, é admitir que só valorizamos o show e não sabemos ser fraternos na hora da dor.

      Onde está a mídia, que envolveu cada criança numa euforia sem fundamento,pois é sabido que não temos um time brilhante e mesmo times brilhantes perdem; pergunte isto a geração de Zico e Sócrates. 
      Abracemos nossos irmãos brasileiros, os que vencem e os que perdem, pois afinal somos um povo só, quer nas vitórias ou nas derrotas. 
Walter da Mata






COMPARTILHE:

3 comentários:

  1. Concordo plenamente pastor! Quem foi que disse que temos que ganhar sempre? Quando erramos é que aprendemos a acertar, nossas derrotas forjam nossas futuras vitórias. É assim na vida e no esporte também!

    ResponderExcluir
  2. Maria Alves, disse, via face:
    Isso é ser cristão e ser brasileiro. Gostei demais

    ResponderExcluir
  3. Tenho a impressão que o choro foi potencializado pela falta de um abraço solidário.

    ResponderExcluir