NAVEGUE AQUI

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015




Uma pena, e essa de Morte

      O  brasileiro  Marco Archer  Cardoso  Moreira, de 53 anos,   foi  executado   na madrugada deste domingo (18) na Indonésia, 16h deste sábado (17), horário de Brasília.
       Sem fazer  nenhuma  apologia  à  pena  de  morte, ao direito de matar,  mas  é  bom  lembrar  que  a Indonésia tem leis rígidas e nosso  compatriota  infringiu  essas   leis,   não na condição de inocente, mas porque o tráfico, ao lado da corrupção, é um dos mecanismos de enriquecimento célere; fontes sedutoras do dinheiro fácil. 
       Pode se imaginar o quanto de dinheiro renderia 13kg de coca?   Não tenho dados para saber se ele já havia feito, com sucesso, essa mesma empreitada.  Pode se imaginar quantos jovens seriam iniciados no vício?     Quantas famílias seriam destruídas?   Quem já lidou com um membro da família aprisionado nas drogas sabe de que eu estou falando. Escrevo com conhecimento de causa.
      As leis rígidas da Indonésia, permitem que casas de câmbio movimentem muito dinheiro, funcionem em biroscas às margens da avenida, sem segurança, seguras apenas nas leis.  Aqui assalta-se agência do banco central e a Petrobras, e os transgressores é que se apoiam nas leis. A lei não apena, estimula o risco.
      Sinto pela família de Marcos Archer, sinto pela vida dele, mas se no Brasil nossas leis fossem menos frouxas, se sua aplicação fosse equânime, talvez se pensaria duas vezes antes de transgredi-las.
        Aqui, traficantes e corruptos andam de jatinho e dão risadas na cara de nossos juízes.
Escrevendo com tristeza....
         Este texto gerou  perguntas, após muitas leituras e comentários na rede social. A principal delas: "pastor, o senhor é a favor da pena de morte?" Respondi assim: sou a favor do direito à vida, principalmente de quem anda direito. Traficante não é a favor da vida. Ele vive da morte, da morte dos adolescentes, jovens, dos sonhos, das famílias e da sociedade. Que ninguém sofra pena de morte, mas também não apene os outros com a morte, fazendo dela um meio de vida.

Walter da Mata
COMPARTILHE:

2 comentários:

  1. Pr. Bezaleel Duarte,por email.
    Deus instituiu a pena de morte no AT. No NV nao existe nenhum texto contrario a ela especificamente. Paulo em Romanos 13 fala sobre a espada entegue aos governantes sem refutar o seu direito. O que a Biblia proibe e o homicidio. A pena de morte segue um rito juridico complexo e longo cabendo recursos e apelacoes. Creio que nao podemos criticar os que a aplicam e a defendem desde que seja aplicada respeitando os ritos legais e por um governo legitimamente constituido

    ResponderExcluir
  2. Meu caro,

    Recentemente questionei a vários colegas, doutos, sobre a seguinte premissa: qual o fator gerador da impunidade ou do crescente estimulo ao crime?
    E mais: os adolescentes brasileiros, hoje, preferem roubar e matar do que estudar.
    Eu mesmo entendo e acredito que nós brasileiros, tão risonhos e simpáticos, ficamos apreciando a "banda passar" e não evoluimos para um estágio de tradição altruísta cristã.
    E o que dizer sobre a sina sanguinária que paira sobre todas as nações do mundo.
    Infelizmente as religiões se radicalizaram entrando nessa de fundamentalismo.
    Por aqui ficamos apenas na "prosperidade" === chegando mesmo a ser um insulto aos cristãos simples.
    Como que as famílias de menor poder aquisitivo romperão este conflito? (dentro das igrejas há o bullyng velado, a competição avarenta).
    Por mim, concluo, que o cenário faz parte do que Deus está preparando para a volta de Cristo.
    Os que estão com Ele se previnam.

    att/Pr. Beniro Silva, por email

    ResponderExcluir