NAVEGUE AQUI

quarta-feira, 18 de novembro de 2015











SAUDANDO A MANDIOCA

Saudemos a Manihot esculenta
Tuberosa e energética
Segredo que habita  casa de Mani
Deusa benfazeja do irmão Guarani

Aipim que sustenta o valente Tupi
No norte caboclo, farinha de Suruí
Sufoca a paixão  do Tupinanbá
Bebendo cauim, a dor vai passar

Na força do braço, trabalha o pilão
Moendo a Mandioca, da terra o pão
Da massa pro bolo, polvilho e  angu
Rico e pobre, comem beiju.

Minha  saudação a Mandioca

Walter da Mata 18/11/15
COMPARTILHE:

Nenhum comentário:

Postar um comentário