NAVEGUE AQUI

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

É HORA DE IR PARA CASA







A cena era meio patética. Jeremias desfilava pelas ruas de Jerusalém com um jugo de madeira em seu pescoço como um sinal de Deus e é claro, isso desagradava ao rei, pois o ratificava o cativeiro Babilônico que já era uma realidade e segundo a mensagem Jeremias,  sua duração seria de setenta anos. Anos antes Nabucodonozor,  levara um número significativo de judeus para a Babilônia, confirmando assim a Palavra do Senhor, isso o colocava Jeremias na  posição de profeta reconhecido por Deus e pelos homens.
Como em todo momento de crise, tem gente que insiste em fechar os olhos, negar a crise e ainda é capaz de mentir ao povo, teatralizando sua mentira de forma a convencer. Hananais cumpriu bem esse papel de porta voz oficial; à porta do templo, avança sobre Jeremias, arranca o jugo de seu pescoço e de forma dramática, o despedaça aos olhos de todo povo. Ele mesmo da  interpretação ao seu teatro: dentro de dois anos os que já estavam no cativeiro iriam voltar, bem como todas os tesouros da nação e do templo.
Jeremias, no melhor estilo, não discute. A cena era por demais convincente para ser questionada;  afastar-se, silenciar-se e ir pra casa foi a melhor  solução. A bíblia relata de forma simples esse comportamento: “E o profeta Jeremias foi-se embora”.  O tempo seria seu maior argumento. Não se discute a tolice, o ir contra a verdade e a aceitação da ilusão. Está claro, materializado, mas quando se insiste em negar a realidade e não por demência mental, mas por conveniência e estultice, é melhor deixar falando sozinho e ir embora.
A cena se repete nos anais da história e a cada dia se faz presente no comportamento humano. Caminha-se para o caos, destruição e para a escravatura do corpo e da alma; o jugo é evidente, as algemas estão expostas, mas faz-se teatro no facebook, instagram e nas conversas midiáticas, numa tentativa louca de negar a realidade. 
Nessas horas, a melhor coisa a fazer, é deixar viver a ilusão e ir pra casa. O tempo dará resposta a cada um, Hananias recebeu a dele, seis meses depois de seu teatro, pois a vida nunca deixa a insensatez sem resposta.
Walter da Mata 5/02/16

Reflexões em Jeremias 27 e 28
COMPARTILHE:

2 comentários: